Alimentos funcionais são criados a partir de frutas amazônicas


O açaí (Euterpe oleracea Mart.) e o camu-camu (Myrciaria dubia (Kunth) Mac vaugh), frutas típicas da região Amazônica, mostraram ser capazes de auxiliar na redução do colesterol. Os resultados são de uma pesquisa científica que busca extrair dos frutos da região, propriedades nutricionais e benéficas para saúde, com objetivo de produzir alimentos funcionais como, por exemplo, barra de cereal, bebidas, farinhas, cereal matinal e produtos de panificação, para oferecer ao mercado alimentício.

Intitulado “Estudo de Frutos Amazônicos para a Produção de Alimentos Funcionais”, o projeto conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), por meio do Programa de Cooperação Internacional (GUYAMAZON).

Em andamento, o estudo coordenado pela doutora em Biotecnologia, Francisca Souza, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), também já analisou o cubiu (Solanum sessiliflorum), a pupunha (Bactris gasipaes H.B.K) e o tucumã (Astrocaryum aculeatum).

alimentos funcionais 1

Estudo é coordenado pela doutora em Biotecnologia, Francisca Souza, do Inpa

Segundo a pesquisadora, já foram elaborados os cereais com o açaí e com a pupunha. Também foi feita bebida, tipo shake (que mistura o pó do fruto na água) de camu-camu, que apresentou potencial para auxiliar no tratamento da obesidade e diabetes.

Shake de Camu-camu

Bebida, tipo shake que mistura o pó do camu-camu na água, apresentou potencial para auxiliar no tratamento da obesidade e diabetes

“A bebida foi capaz de reduzir as taxas de colesterol e diabetes. O cubiu também conseguiu reduzir. Mas o efeito desse fruto comparado ao camu-camu foi menor. Mas os dois apresentaram resultados significativos. Já a pupunha tem como benefício melhorar a saúde da visão”, explicou.

Francisca conta que o estudo continua na avaliação da quantidade e biodisponibilidade de nutrientes em frutos da região para produção de alimentos funcionais.

“Nosso objetivo é oferecer à sociedade mais informações sobre o consumo e benefícios das frutas amazônicas. Na pesquisa buscamos comprovar se realmente elas trazem benefícios à saúde e de que forma podem auxiliar no tratamento, por exemplo, de doenças crônicas”, disse.

GUYAMAZON

O programa apoia a execução de projetos conjuntos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), no âmbito da colaboração científica e tecnológica entre pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa do Estado do Amazonas e pesquisadores franceses. O apoio se destina ao financiamento de pesquisa e mobilidade de pesquisadores e estudantes.

O programa é realizado pela Fapeam, em parceiras com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amapá (Fapeap), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão (Fapema), Embaixada da França, Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD), Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento (Cirad) e região da Guiana Franceses.

Por Esterffany Martins

Fotos- Barbara Brito

Deixe um novo comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  • Banners-lateria-da-FAPEAM

  • banner-final

  • BANNER-CAPES---FAPEAM

  • 2019-09-17

  • 2019-09-17-(1)

  • Untitled-3

  • banner lateral portal pro incubadoras-04

  • E-Ouv-300x212