Rádio com Ciência

Amazon Forest Trading, com apoio da Fapeam, disponibiliza matérias-primas regionais para comercialização

Projeto apoiado pela Fapeam transforma lixo orgânico em ração sustentável para peixes

Pesquisa investiga impactos socioambientais e econômicos em Barreirinha ocasionados pelas enchentes e vazantes

Jovens cientistas desenvolvem jogos eletrônicos em 2ª mostra de games de Manaus

Trinta e três cientistas juniores de oito escolas públicas do Amazonas desenvolveram jogos eletrônicos que foram expostos na 2ª Mostra de Games, realizado nesta semana na Escola Estadual Senador Petrônio Portella, D. Pedro, zona centro-oeste de Manaus. O grupo participa do Programa Estratégico de Indução à Formação de Recursos Humanos em Tecnologia da Informação (RH-TI), desenvolvido pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Com uma programação variada, a 2ª Mostra de Games teve palestras, minicursos, uso de games e campeonato. No total, oito jogos voltados para diversas temáticas, entre elas, ambiental e assistiva, foram desenvolvidos pelos cientistas juniores.

Ouça a reportagem produzida pela Rádio Com Ciência

Pesquisadores criam biolarvicida que elimina as larvas do Aedes Aegypti

Pesquisadores criam biolarvicida que elimina as larvas do Aedes Aegypti

Pesquisadores da Escola de Engenharia de Lorena da Universidade de São Paulo (EEL-USP) desenvolveram um biolarvicida produzido a partir do bagaço da cana-de-açúcar capaz de eliminar as larvas do mosquito Aedes aegypti. Em entrevista ao Amazônia Brasileira desta quarta-feira (15), o coordenador do projeto e professor da Universidade de São Paulo (USP), Sílvio Silvério, e o doutorando em Biomedicina, responsável pela pesquisa, Paulo Franco, falaram sobre o biolarvicida.

“Esse biolarvicida é um composto, um biossurfactante de segunda geração, produzido a partir de leveduras que produzem a substância durante o processo de fermentação dos açúcares presentes no bagaço da cana-de-açúcar. Ele é um composto sustentável, produzido por uma tecnologia verde, sem nenhuma agressão ao meio ambiente e nem aos animais de uma forma geral”, explicou o coordenador Sílvio Silvério.

Ouça a reportagem feita pela Rádio Nacional da Amazônia.

Inscrições para o Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico terminam nesta quarta-feira

Inscrições abertas ao Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), lançou o edital do Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico 2016. As inscrições estão abertas até o dia 22 de junho, com a lista de finalistas a ser divulgada no mesmo mês. A premiação está prevista para julho deste ano.

O prêmio, que tem o objetivo de incentivar a prática do jornalismo científico no Estado do Amazonas, irá reconhecer trabalhos jornalísticos que tenham contribuído, em 2015, para a divulgação e a popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação nos meios de comunicação do Amazonas. As inscrições devem ser feitas através do Sistema de Gestão de Projetos da Fapeam (Sigfapeam), por meio de formulário online específico.

Ouça a reportagem produzida pela Rádio Com Ciência.

Entenda como é a produção de juta e de malva no Brasil

O pesquisador da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Aldenor da Silva Ferreira, desenvolveu um estudo com apoio do Governo do Amazonas para fazer um resgate histórico do cultivo de juta e malva no Brasil, especialmente no Amazonas, desde o final do Império.

A ideia é contribuir com a retomada das pesquisas sobre o cultivo de juta e malva na Amazônia, além de colaborar para desdobramentos sociais, econômicos, ambientais e produzir novos conhecimentos sobre essas modalidades agrícolas.

Ouça a reportagem realizada pela Rádio Nacional da Amazônia.

Cientistas descobrem recifes ocultos na foz do Rio Amazonas

Pesquisadores brasileiros descobrem recife gigante na foz do Rio Amazonas

Um enorme conjunto de recife foi descoberto por diversos pesquisadores de universidades brasileiros na foz do Rio Amazonas. O recife possui extensão de cerca de 700 quilômetros com profundidade que varia de 60 a 150 metros.
Os recifes são formações rochosas contituídos por corais e algas calcárias. É o primeiro no mundo a descoberto nessas condições e estima-se que ele foi formado entre 12 mil e 14 mil anos atrás, o que é considerado recente na geologia.

Ouça a reportagem produzida pela Rádio Nacional da Amazônia.

Estudo desenvolve reator para monitorar a quantidade de metais na água da bacia do Educandos

Estudo desenvolve reator para monitorar a quantidade de metais na água da bacia do Educandos

A pesquisadora e doutora em Engenharia e Tecnologia Aeroespacial, Neila de Almeida Braga, está desenvolvendo um estudo com apoio do Governo do Amazonas por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para determinar a quantidade de metais presentes nas águas superficiais da bacia de Educandos, bairro localizado na zona sul de Manaus, com o objetivo de monitorar a contaminação da água e contribuir com a limpeza e conservação do meio ambiente. As pesquisas devem finalizar em 2017.

Segundo ela, o estudo consiste na produção de um reator que será utilizado para depositar filmes de diamante na superfície de substratos, como metais e cerâmicas, por exemplo. Esses filmes serão utilizados como sensores eletroquímicos, isto é, serão empregados na detecção de espécies eletroativas (substâncias que se oxidam ou reduzem), que podem estar presentes na água dos rios.

Ouça a reportagem produzida pela Rede Tiradentes:

  • 2020-03-26

  • BANNERS-LATERAIS---PAIC-E-POSGRAD-2020

  • BANNERS-LATERAIS---PAIC2020

  • F75619AF-2727-4CA5-A8B0-BEC2E9F4C6C7