Fapeam lança segunda edição do Programa Centelha com investimento de R$ 3 milhões


O Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), lançou, na tarde desta terça-feira (30/11), o edital do Programa Centelha 2 Amazonas. Com parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), via Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) foram disponibilizados R$ 3 milhões para impulsionar o empreendedorismo de base tecnológica no Amazonas. Desse total, R$ 1 milhão foi recurso do Governo do Estado e, R$ 2 milhões verba federal.

O lançamento ocorreu de forma virtual com transmissão no canal do YouTube Fapeam Amazonas, com a participação de instituições parceiras nas áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação.  O edital já está disponível na página da Fapeam (www.fapeam.am.gov.br) e visa também estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Amazonas, oferecendo capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso.

Acesse o edital aqui

A nova edição do Programa Centelha conta com 40% a mais dos investimentos em comparação a primeira edição do programa, que foi de R$ 1,8 milhão. Um diferencial do Centelha 2 será a inclusão de bolsas. O valor da subvenção econômica pode chegar até R$ 60 mil por projeto, além da concessão de bolsas de fomento tecnológico e extensão inovadora, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), até o valor máximo de R$ 26 mil por projeto.

Assista o Lançamento do Programa Centelha 2 Amazonas

Durante o lançamento, a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales Mendes Silva, destacou a importância do apoio das instituições parceiras como resultado para o sucesso do programa. Na oportunidade lembrou ainda o número expressivo de propostas submetidas ao Programa Centelha 1, em 2019, quando foram submetidas aproximadamente mil propostas, o que colocou o Amazonas em quarto lugar no ranking nacional. Dos 964 projetos submetidos, 28 foram contratados.

“É um desafio imenso que envolve todos os parceiros para que se tenha um quantitativo de ideias inovadoras que serão cuidadosamente analisadas para transformarem-se em empreendimentos de sucesso. Isso é muito importante para o desenvolvimento social, econômico e ambiental do Estado do Amazonas”, completou Márcia Perales.

O titular da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório de Albuquerque Veiga Filho, espera que a segunda edição do Programa Centelha supere o número de propostas submetidas à versão anterior. “É o esforço do governo estadual e a parceria com a Finep que contribuem com aqueles que têm boas ideias e queiram trazer para o nosso ambiente de negócio”, observou.

O secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Cesar Rezende de Carvalho, declarou que a Fapeam tem sido fundamental para a disseminação dos conceitos e esforços do Programa Centelha. A parceria exitosa da primeira edição deixou o Amazonas em quarto lugar entre as unidades federativas com mais inscrições. “Isso precisa ser repetido no Centelha 2. A primeira edição foi um sucesso e, com certeza, esta segunda edição vai cada vez mais apoiar o negócio inovador no Amazonas, para fortalecer o ecossistema da região no que refere a startups, inovação e empreendedorismo”, completou.

Cópia de E INOVÇÃO (9) (1)

O presidente do CNPq, Evaldo Vilela, destacou que o lançamento da segunda edição do Programa Centelha no Amazonas demostra a sólida parceria entre a Fapeam, a Finep e o CNPq. “É dessa colaboração que podemos fazer muito, porque o Centelha representa oportunidades para jovens universitários que querem empreender. É um programa talhado para ideias iniciais. É transformar ideias em produtos, em processos, em serviços é isso que o Brasil precisa. Quando falamos em Amazonas isso é mais relevante ainda, porque nós temos um estado belíssimo com uma diversidade fantástica e que precisa muito da ciência e de empreendedores”, frisou.

Quem pode participar do Centelha 2 Amazonas? 

Podem inscrever ideias inovadoras pessoas físicas que atendam às exigências do edital ou empresas com faturamento anual bruto de até R$ 4,8 milhões, criadas e formalizadas a partir do Programa ou com até 12 meses da criação da empresa, contado a partir do lançamento do edital.

Acesse o edital: http://www.fapeam.am.gov.br/editais/edital-n-o-0142021-programa-nacional-de-apoio-a-geracao-de-empreendimentos-inovadores-programa-centelha-2/

Etapas  

As propostas devem ser submetidas por meio do Sistema Centelha (http://am.programacentelha.com.br), conforme formulário específico para cada uma das fases, respeitando os prazos estabelecidos do cronograma do edital.

As etapas de submissão, avaliação e seleção das propostas serão realizadas em três fases distintas e eliminatórias, sendo elas, Fase 1: Ideias Inovadoras; Fase 2: Projeto de Empreendimento e Fase 3: Projeto de Fomento. Durante as três fases de seleção, os proponentes receberão capacitações gratuitas online ou presenciais, a serem ministradas pela Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), com o intuito de alinhar alguns conceitos importantes, para aprimorar suas ideias e projetos.

Acesse o edital em: http://www.fapeam.am.gov.br/editais/edital-n-o-0142021-programa-nacional-de-apoio-a-geracao-de-empreendimentos-inovadores-programa-centelha-2/

Por: Valdete Aráujo/ Decon Fapeam

 

 

Deixe um novo comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  • 2021-02-23

  • simulação-site---proposta-2-2

  • banner-linhas-de-ação-portal

  • BANNER-AGÊNCIA-AMAZONAS

  • selo-1

  • falabr-logo-azul-1