Fapeam realiza Seminário de Acompanhamento dos Programas de Pós-graduação


A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) realizou, nesta quinta-feira (15/12), de forma virtual, o Seminário de Acompanhamento – Ano 1, do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas nos Estados, em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), referente ao Edital N° 018/2020.

O PDPG, lançado em 2020, tem o intuito de capitalizar as ações de formação de recursos humanos altamente qualificados, para desenvolver e fortalecer a pós-graduação e a pesquisa nos Estados, por meio da interação entre governos, universidades, iniciativa privada ou terceiro setor, propiciando o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do País.

O programa apoia a pós-graduação emergente e em consolidação, como as de: Aquicultura (PPG-AQUI), ligada à Universidade Nilton Lins e ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); Ciência Animal e Recursos Pesqueiros (PPGCARP), ligada à Universidade Federal do Amazonas (Ufam); Mestrado Profissional em Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia (MPGAP), ligada à Ufam – Campus Itacoatiara; Ciência e Tecnologia para Recursos Amazônicos (PPGCTRA), ligada ao Inpa.

A diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales Mendes Silva, ressaltou a importância do fortalecimento do processo de monitoramento e avaliação das atividades. “Nós, a cada ano, aprimoramos os processos. É muito importante que em um momento como esses os avaliemos, a partir do olhar dos acadêmicos. A Fapeam está em permanente diálogo com as instituições, onde nós incentivamos e apoiamos como nunca os pesquisadores desse estado”, disse.

A diretora técnico-científica da Fapeam, Marcia Irene Andrade Mavignier, ressaltou o compromisso da Fapeam em promover o apoio aos programas de pós-graduação, a fim de proporcionar um impacto duradouro e sustentável para o estado do Amazonas. “Defendam a qualidade deste programa e a importância dessa parceria de uma instituição em nível federal e outra em nível estadual”, salientou.

Aquicultura

O PPG-AQUI tem parceria com outras Instituições, como a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Ufam e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ao todo, foram quatro bolsas de mestrado implementadas.

O Programa visa formar competências acadêmicas e profissionais em assuntos relacionados com os problemas da biologia dos organismos aquáticos e específicos de seus ambientes de cultivo, capacitando os profissionais e proporcionando-lhes domínio dos conhecimentos e habilidades adequadas para atuarem na educação superior, na pesquisa e desenvolvimento, extensão, gestão e consultoria, e que possam contribuir para o desenvolvimento sustentável da Amazônia e melhoria da qualidade de vida de seus habitantes.

O vice-coordenador do PPG-AQUI, Gustavo Valladão, ressaltou a participação de uma parcela relevante da comunidade acadêmica durante o evento.

Ciência Animal e Recursos Pesqueiros

O Programa PPGCARP tem o objetivo de apoiar a formação de recursos humanos no mestrado, doutorado e pós-doutorado, visando o incremento de recursos humanos qualificados para atuar na região Norte do país. As bolsas implementadas pela Fapeam foram uma de mestrado e duas de doutorado.

O PPGCARP atua em parceria com os Programas de Pós-graduação: de Ciência Animal e Pastagem (Esalq/USP), em Nutrição e Produção Animal (FMZ/USP), em Biologia de Água Doce e Pesca Interior (BADPI/INPA), em Ciência Animal (Ufersa), em Zootecnia (FZEA-USP) e em Ciência de Alimentos (UFRJ).

A coordenadora do PPGCARP, Flávia Souza, lembrou da importância dos formulários para a análise de possíveis melhorias para o funcionamento dos programas. “Com esse Seminário, vocês nos avaliam e também conseguimos fazer uma autoavaliação. Como coordenadora, esse Seminário é importante para nos nortear a respeito de alguns questionamentos”, disse.

Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia

O Programa de Mestrado Profissional em Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia (MPGAP) tem o objetivo de formar recursos humanos altamente qualificados em conservação e uso de recursos naturais, gestão ambiental, legislação ambiental e monitoramento ambiental na Amazônia e, ainda, apoiar a participação de estudantes de perfil diferenciado no MPGAP. A Fapeam implementou quatro bolsas de mestrado.

O coordenador do MPGAP, George Rebelo, destacou a relevância do Seminário para aprimorar o diálogo entre docentes, discentes, coordenadores e instituições de fomento. “O papel da Fapeam de apoio à Ciência foi fundamental, não só para nós, que fazemos ciência, mas também para toda a sociedade”, afirmou.

Recursos Amazônicos

O programa de Ciência e Tecnologia para Recursos Amazônicos (PPGCTRA) tem parcerias com outras Instituições de pesquisa e ensino, como: Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Inpa, Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ).

O Programa consolidou as pesquisas entre as unidades parceiras, ofereceu oportunidades de vivências acadêmicas entre as universidades e a oferta de qualificação técnico-científica.

A coordenadora, Dominique Fernandes, observou que apesar de ser uma equipe pequena, os números alcançados foram satisfatórios. “Observar que apesar das dificuldades, alcançamos quase 40 artigos. É um corpo docente pequeno, mas comprometido com a ciência, tecnologia e inovação”, comentou.

Texto: Diovana Rodrigues – Decon/Fapeam

Foto: Valdete Araújo – Decon/Fapeam

Deixe um novo comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  • Banner Lateral Perfil da Pós

  • BANNER-SITE-PROTOCOLO-e1656689607339

  • BANNER-SITE-TRANSPAReNCIA-e1656689846988

  • BANNER-SITE-LINHAS-DE-AcaO-e1656690042398

  • BANNER-AGÊNCIA-AMAZONAS

  • falabr-logo-azul-1