Fapeam realiza Workshop regional para fortalecer parcerias para o Programa Centelha 2


A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) realizou nesta sexta-feira (26/11), o “Workshop regional: ideia inovadora a uma empresa de sucesso”, para consolidação de parceiros da nova edição do Programa Centelha 2 Amazonas. O  evento foi realizado de forma  virtual e transmitido pelo canal do YouTube da Fapeam  (www.youtube.com/c/FAPEAMTV/videos).

O Programa Centelha tem o objetivo de incentivar e transformar ideias inovadoras em empreendimentos de sucesso, disseminar a cultura do empreendedorismo inovador, incentivar a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do estado.

Durante o Workshop, a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales Mendes Silva, destacou a importância do fortalecimento das parcerias institucionais, principalmente porque os parceiros podem incentivar em suas instituições que mais pessoas inscrevam suas ideias inovadoras no Programa, além de dar suporte necessário para que os interessados transformem suas ideias em empreendimentos de sucesso no Amazonas.

“Tudo isso só é possível por meio de parcerias consolidadas, que têm papel fundamental para que a Fapeam alcançasse o quarto lugar no ranking nacional, em relação à apresentação de ideias submetidas na primeira edição do programa. Agradeço a todos os que nos acompanharam nesse processo e desejo sucesso aos participantes”, completou Márcia Perales.

A diretora aproveitou a oportunidade para anunciar o lançamento do edital do Programa Centelha 2 Amazonas, marcado para ocorrer na próxima terça (30/11).

Assista ‘Workshop regional: ideia inovadora a uma empresa de sucesso’

Sobre o Centelha 2 

No Amazonas, o Programa Centelha 2 terá investimento de R$ 3 milhões, um valor superior à primeira edição, oriundos da parceria firmada entre a Fapeam e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), para oferecer recursos financeiros via subvenção econômica, capacitações e suporte, serviços de parceiros, acesso a incubadoras e a potenciais investidores, networking e divulgação da empresa. Do total de recursos a serem investidos na segunda edição, R$ 2 milhões são do governo federal, por meio da Finep e, R$ 1 milhão do Governo do Amazonas, por meio da Fapeam.

Um diferencial da nova edição será a inclusão de bolsas. O valor da subvenção econômica pode chegar até R$ 60 mil por projeto e, para concessão de bolsas de fomento tecnológico e extensão inovadora, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), até o valor máximo de R$ 26 mil por projeto.

Parceiros

Dentre os entes do Governo do Amazonas que estão com a Fapeam no Programa Centelha 2, estão a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), por meio do secretário Jório Albuquerque Veiga, e a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), com a participação do diretor de crédito, João Batista Silva Tavares.

Outros representantes de instituições parceiras que também marcaram presença no Workshop foram: o diretor da Unidade Anhanguera-Sumaúma, Murilo Real Heidrich; o chefe-geral da Embrapa Amazônia Ocidental, Everton Rabelo Cordeiro; o presidente da Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Amazonas (FCDL/AM), Ezra Benzion Manoa; a chefe de Projetos da Fundação Oswaldo Cruz – Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Analice Carvalho; o diretor Acadêmico do Centro Universitário Luterano de Manaus (Ulbra), Evandro Barbosa; o reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Sylvio Puga; o assessor da Diretoria Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Alan Fernandes Rodrigues de Souza e o Agente Centelha da Universidade Nilton Lins, Carlos Filipe Guimarães.

Contribuição dos parceiros

Os parceiros do Programa Centelha exercem um papel fundamental na divulgação, orientação, avaliação, acompanhamento e premiação.

Quanto à divulgação – devem realizar eventos de divulgação; envio de e-mails à sua rede; mobilização de sua região ou instituição; captação de propostas para a divulgação do Programa.

Orientação– esclarecimento de dúvidas; orientação aos interessados; orientação na abertura da empresa.

Avaliação – indicação de especialistas para atuar como avaliadores; avaliação de propostas de acordo com os critérios pré-definidos.

Acompanhamento – participação e suporte nas oficinas; indicação de palestrantes para as capacitações; fornecimento de espaço e suporte para a pré-incubação das empresas.

 Premiação – oferecimento de serviços, ferramentas, premiação e apoio ao programa e seus empreendedores.

Por: Valdete Araújo

Deixe um novo comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  • 2021-02-23

  • simulação-site---proposta-2-2

  • banner-linhas-de-ação-portal

  • BANNER-AGÊNCIA-AMAZONAS

  • selo-1

  • falabr-logo-azul-1