Governo investe na produção sustentável de peixes e hortaliças no interior do estado


O Governo do Amazonas segue investindo em áreas prioritárias e estratégicas para o desenvolvimento do estado. Um dos projetos apoiados neste campo, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), é realizado no município de Manacapuru (68 km de Manaus), e busca atender a dois mercados diferentes, simultaneamente, o de peixes ornamentais e de hortaliças, unindo sustentabilidade, economia de água e melhor aproveitamento da área de produção.  

O trabalho é desenvolvido no Instituto Federal do Amazonas (Ifam), no âmbito do Programa de Apoio à Interiorização em Pesquisa e Inovação Tecnológica no Amazonas (Painter), edital N°003/2020, criado pelo Governo do Estado para apoiar pesquisas no interior, por meio de indução em áreas estratégicas. 

Segundo o coordenador da pesquisa, Danniel Bevilaqua, o foco do projeto é a transferência de tecnologia através da utilização da aquaponia, mas com uma nova aplicação, associando a produção de peixes ornamentais às hortaliças. A aquaponia consiste no sistema integrativo entre a criação de organismos aquáticos, principalmente peixes e o cultivo de vegetais hidropônicos, como a produção de hortaliças em substrato ou solução nutritiva sem ser no solo.  

FAPEAM AULA HIBRIDA_PISCICULTORESDoutor em Biologia em Água Doce e Pesca, o pesquisador afirma que os conhecimentos adquiridos no projeto serão repassados a piscicultores, produtores rurais, técnicos e demais pessoas interessadas na produção desses insumos no município de Manacapuru. Além disso, o projeto irá disponibilizar unidades demonstrativas do sistema para que possam contribuir no ensino, pesquisa e extensão do Instituto.  

“Em muitos países, a aquaponia vem sendo adotada por um número crescente de pessoas, que buscam alternativas para produzir seus próprios alimentos, de maneira mais saudável e por acreditarem estar assim contribuindo com a sustentabilidade do planeta, minimizando o desperdício de água, com o reaproveitamento. O aquarismo, que vem crescendo a cada ano, bem como o mercado de hortaliças, pode gerar emprego e renda”, disse o pesquisador.  

Dentre as espécies de peixes trabalhadas no projeto estão o Acará Bandeira Leopoldi (Pterophyllum leopoldi) e Acará Bandeira (Pterophyllum scalare), ambos ornamentais, e hortaliças como coentro e alface. 

“A Fapeam está contribuindo com a geração de emprego e renda no município de Manacapuru, oportunizando melhoria da qualidade de vida de piscicultores e estudantes que futuramente atuarão no setor aquícola na cidade. Além disso, estamos em contato com a Secretaria de Estado de Produção (Sepror) e Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) para mantermos os cursos sempre em oferta para os produtores rurais e piscicultores”, informou o pesquisador. 

FAPEAM ALUNO_PIBIC_MONITORAMENTO_QUALDIADE DE ÁGUAResultados Preliminares – A primeira fase do projeto contou com a participação de estudantes do curso técnico em Recursos Pesqueiros do Ifam, Campus Manacapuru, e piscicultores que participaram do curso de “Aquicultura Ornamental”. A segunda fase envolve a instalação e oferta do módulo de “Aquaponia Ornamental”, e a próxima será a capacitação e transferência de tecnologia da associação da produção de hortaliças à aquicultura ornamental.

Também foi disponibilizado um sistema “ligar e usar” (em inglês plug and play) com 18 aquários em um sistema de recirculação de água, como minissistema de aquaponia ornamental no Ifam. Foram realizadas, ainda, aulas práticas de construção de aquapiso (aquários fabricados com cerâmica e vidro) de baixo custo e minissistema de recirculação de água, bem como operacionalização e manutenção.  

“Para que seja possível a transferência de tecnologia, estão sendo realizadas aulas práticas com alunos do curso de Recursos Pesqueiros do Ifam/Campus Avançado Manacapuru, seguindo as exigências de prevenção à Covid-19, da Organização Mundial da Saúde (OMS). Após as aulas práticas, alguns estudantes são selecionados para contribuir como monitores na oferta de cursos FIC (Formação Inicial e Continuada) no Ifam, para os piscicultores do município”, finalizou.  

Por: Esterffany Martins/Decon Fapeam

Fotos: Acervo Pesquisador Danniel Bevilaqua

Deixe um novo comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  • 2021-02-23

  • simulação-site---proposta-2-2

  • banner-linhas-de-ação-portal

  • BANNER-AGÊNCIA-AMAZONAS

  • selo-1

  • falabr-logo-azul-1