Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico 2015: Amanda Lelis


Faltam apenas quatro dias, para a cerimônia de entrega do prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico. Nesta semana finalizaremos a série de entrevistas com os indicados ao prêmio. Hoje Amanda Lelis, que atua na área jornalística desde 2009 e concorre ao prêmio pela primeira vez, concede entrevista à agência de notícias FAPEAM.

Siga a FAPEAM no Twitter e acompanhe também no Facebook

Com a reportagem ‘Elas na pesca’, Amanda fala dos resultados da pesquisa realizada pelo instituto Mamiraúa, órgão ao qual Lelis está vinculada. “Essa, assim como outras iniciativas do Instituto, que é uma unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Informação (MCTI), visa contribuir para a conservação dos recursos naturais e para a melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas do Amazonas. Por exemplo, com a geração de renda para essas populações, com o incentivo e apoio, por meio de assessoria técnica, para o desenvolvimento do manejo de pesca”.

Amanda Lelis (Foto: Érico Xavier/Agência FAPEAM)

Amanda Lelis (Foto: Pedro Gontijo)

E ela diz ainda que a reportagem, além de ter viés social, teve como objetivo caracterizar o trabalho e o perfil dessas mulheres envolvidas nas atividades de manejo do pirarucu, visando alcançar a garantia de benefícios sociais para o grupo. “Essas mulheres pescadoras e manejadoras merecem ter seu trabalho reconhecido. Além disso, acredito que divulgação dessas ações pode contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade engajada com a conservação dos recursos naturais e com a manutenção dos direitos, tradições e da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas da Amazônia”.

Lelis completa que “a comunicação exerce um importante papel para a democratização da informação, dispersão de conhecimento, além de divulgar ações que podem servir como modelos a serem replicados em outras regiões ou por outros pesquisadores”.

Para a jornalista, a FAPEAM tem grande importância no estado do Amazonas não só para a divulgação científica, mas também para o fomento e incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento tecnológico. “As ações da instituição vêm colaborando, ao longo dos anos, para o desenvolvimento do Estado nessa vertente. A divulgação científica feita pela FAPEAM possibilita que esse conhecimento científico, gerado aqui, seja difundido para toda a população, contribuindo para que a produção científica amazonense alcance também outras regiões do País”, ressaltou.

Para finalizar, Lelis divulgou que o prêmio valoriza sua trajetória no jornalismo, bem como ajuda a equipe do Instituto Mamirauá a monitorar os trabalhos e avaliar os resultados. “Vejo a indicação ao prêmio como um reconhecimento ao meu trabalho e ao trabalho do Instituto Mamirauá. Fico feliz em ser reconhecida por uma instituição como a Fundação, que valoriza e incentiva atividades para promoção da ciência”, declarou.

Leia a matéria, ‘Elas na pesca’, indicada ao prêmio , na categoria impresso revista, aqui.

Maxcilene Azevedo – Agência FAPEAM

Deixe um novo comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

  • Banner Lateral Perfil da Pós

  • BANNER-SITE-PROTOCOLO-e1656689607339

  • BANNER-SITE-TRANSPAReNCIA-e1656689846988

  • BANNER-SITE-LINHAS-DE-AcaO-e1656690042398

  • BANNER-AGÊNCIA-AMAZONAS

  • falabr-logo-azul-1